WELLGIVEN ganha prémio Saúde Sustentável

A WELLGIVEN está de parabéns! A 27 de Outubro, realizou-se a 10.ª edição do Prémio Saúde Sustentável, uma iniciativa levada a cabo pelo Jornal de Negócios e a SANOFI, para premiar o que de melhor se faz pela saúde em Portugal, tendo vencido na categoria Sustentabilidade Económica e Financeira, com o projeto das batas reutilizáveis inovadoras.

No ano 2020, aquando da declaração da pandemia COVID-19, e perante a necessidade emergente de equipamentos de proteção individual e dispositivos médicos de combate ao novo coronavírus, a WELLGIVEN identificou desde logo uma oportunidade de negócio, com a vantagem de poder contar com os apoios do PORTUGAL 2020 para alavancar o seu investimento. Neste contexto contou com a colaboração da HS CONSULTORES para a elaboração e gestão de múltiplos projetos no âmbito dos fundos comunitários, tendo desde então trabalhado em conjunto no sentido da consecução dos objetivos da WELLGIVEN.

Numa altura crucial para o país e para o mundo a WELLGIVEN apostou na inovação do seu processo de fabrico e no desenvolvimento de diversos produtos e equipamentos inovadores para o combate ao novo coronavírus. É com muito orgulho que vemos a atribuição deste prémio e aplaudimos a WELLGIVEN, nossa cliente, na consagração deste trabalho que tem vindo a desenvolver.

Constituída em 2008, a WELLGIVEN nasceu do espírito empreendedor e dinâmico do seu sócio Nuno Caetano, tendo sido criada tendo como objetivo dar resposta a uma necessidade verificada no mercado no setor têxtil, mais especificamente no que respeita à confeção, fornecimento e controlo de qualidade de casacos, fatos e calças homem e criança para o setor médio/alto.

Com uma longa experiência e um elevado know-how no setor têxtil, a WELLGIVEN assume como missão produzir à medida das necessidades dos clientes. Para tal dispõe de um parque de máquinas automatizadas e integradas que lhe permitem obter uma produção otimizada, rigorosa e eficiente. O processo de produção assenta em valores de qualidade, inovação, sustentabilidade e responsabilidade ambiental. Trata-se de uma maioritariamente exportadora, com 90% do volume de faturação para o mercado internacional, tendo como principais mercados França, Alemanha, Bélgica, Holanda, Estados Unidos da América e Espanha.  

Em entrevista ao Jornal de negócios, Nuno Caetano, CEO da WELLGIVEN afirmou o seguinte: “A pandemia permitiu-nos explorar novas oportunidades e descobrir o mundo da fabricação e distribuição de Dispositivos Médicos e Equipamentos de Proteção Individual. Esta mudança fez com que alargássemos horizontes e por isso, aumentamos a nossa oferta de serviços e produtos assim como toda a dedicação e rigor. Investimos em máquinas automatizadas para produção de máscaras (cirúrgicas tipo IIR, FFP2, FFP3 e cup mask), toucas, batas, coveralls, aventais, entre outros. Atualmente contabilizamos 14 produtos certificados dos quais seis são da tipologia reutilizável, em parceria com o IPN – Instituto Pedro Nunes. Temos como objetivo alargar os nossos produtos reutilizáveis”

Tendo sempre como base o princípio da sustentabilidade, a WELLGIVEN apostou na produção de dispositivos médicos provenientes de matérias-primas recicladas, nomeadamente o poliéster reciclado proveniente do plástico recolhido dos oceanos e das toneladas produzidas de resíduos hospitalares.

Outra aposta da WELLGIVEN são as fardas e uniformes de trabalho para a área Corporate. A conceção e desenvolvimento deste produto é feita pela WG FASHION e a WG MEDICAL de forma a interligar o design com os requisitos técnicos impostos pela área hospitalar no que diz respeito às certificações e testes ao produto.

“Neste momento, somos já fornecedores de clínicas médicas e hospitais no que diz respeito aos uniformes de trabalho. E ambicionamos ser uma empresa de referência nacional quer a nível da indústria têxtil, quer a nível da indústria hospitalar no que diz respeito a produtos e métodos de produção ecológicos e responsáveis.”, refere Nuno Caetano.

Parabéns WELLGIVEN!
Parabéns Nuno Caetano!
Obrigada pela confiança.

Juntos preparamos o futuro.